3 de outubro de 2016

Perdoar-se


Conheci o ódio bem de perto, cheguei no fundo do poço e já desejei morrer por diversas vezes. O perdão me salvou - falo do perdão, porque esse foi o item essencial para eu renascer. Descobri que não dava para continuar seguindo com a alma pesada e amaldiçoando o caminho. Percebi com o tempo que: pior do que sentir ódio, é sentir-se culpado. A culpa é corda no pescoço, é nó que destrói tudo que vem pela frente. Todas possibilidades de sorrir verdadeiramente, tornam-se pequenas quando a culpa está no peito. 

O ato de perdoar-se é fundamental - principalmente quando os outros tomaram rumos diferentes dos que previmos, não aceitaram nossos conselhos e apesar de amarmos e muito, eles escolheram por si sós. (In)felizmente, não dá para protegê-los e privá-los do direito de serem livres.

[ não acumulo mais pesos dos outros, liberdade é sentir a poesia da vida. Cada um segue como quer ]


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...