22 de fevereiro de 2016

Não tenha pena das pessoas. Tenha amor!



Eu acho engraçado quando algumas pessoas se aproximam querendo consolar a gente, com aquele pessimismo dando entender que ser cadeirante é a pior coisa do mundo.
Vejo como as pessoas reclamam, e nós sempre estamos sorrindo.
Além da minha filha, eu vejo pessoas que vivem muito melhor do que as que andam com as próprias pernas. 
Quando é que as pessoas vão parar de se lastimar?

Quando a Jaque era bebê um médico me disse:
- Se a sua filha sobreviver, espere o pior! Ela pode não falar, não ouvir, não enxergar e esteja preparada pra isso, porque essas podem ser as sequelas dela! Vai ser um vegetal em cima de uma cama!

Eu virei pra ele e disse:
- Seja lá o que minha filha for Doutor, vou amá-la do mesmo jeito! Só Deus pra saber o que vai acontecer com ela!
Quando ele saiu, desabei no choro não acreditando no que ouvi.
Porque diante do que estava acontecendo com ela, ali recém nascida, não se tinha esperança mais sequer de vida.
Uma enfermeira me abraçou e disse:
- Não escute isso! Sua filha é forte, está lutando Deus é maior que tudo! 


Anos depois, fiquei cara a cara com ele.
Disse:
-Essa é a menina que o Senhor desenganou...
Ele não acreditou! Ficou sem graça, porque às vezes as pessoas falam achando que o óbvio pode acontecer.


Então, antes de julgar, falar e pensar qualquer coisa dos outros calce os sapatos e percorra todo o caminho e luta que essa pessoa percorreu.
Antes de falar, pense nos planos de Deus na vida das pessoas.
Não ache que uma pessoa com qualquer " diferença" seja algo de outro mundo. Não a ache coitada. Respeite a história de cada um, e antes de qualquer coisa, se não puder ajudar, não atrapalhe.


O amor é realmente algo grandioso, e Deus sempre está ao nosso lado. Não importa o que as pessoas digam. o que importa é o respeito que tenho por ela. Sempre vão existir alguns comentários que nos ensinam muito. Que nos mostram o quanto evoluímos, e o quanto as pessoas precisariam evoluir em termo de Educação, Respeito, Amor, Solidariedade, Humanidade, Generosidade e Cidadania.

Ajude, não julgue as pessoas.
E para os ignorantes quando falam que a minha filha é coitadinha:
Coitadinha dela né? Passou por tanta coisa e vive a vida feliz! Coitadinha dela que sabe ser grata, que entende o amor que recebe e dá na mesma intensidade....
Coitadinha dela que poderia ser tão triste, mas é guerreira.
Coitadinha dela.....Que não tem dó de si mesma.


Adriana Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...