Sobre o conteúdo desse blog:

Se alguma foto nesse blog for de sua propriedade entre em contato que mencionaremos a autoria. O que fazemos é editar as fotos e colocar mensagens, e caso se sinta lesado, informe-nos que ou daremos os devidos créditos ou removeremos sem problema algum. Porém lembramos que as fotos são retiradas do Google.

26 de agosto de 2015

Aceite seu filho!


Nós precisamos ter em mente que algumas patologias ou sequelas que nossos filhos possuem são irreversíveis.
Vejo muitas pessoas falarem:

-Quero que meu filho seja curado.
Ou outras dizerem:
- Deus vai curar seu filho.

Eu sou bem realista. Sei que algumas sequelas de uma Paralisia Cerebral podem ser melhoradas, ou pode ser prevenidas atrofias. Mas não revertidas. Vejo pessoas que foram estimuladas desde muito cedo e mesmo assim as atrofias, luxação de quadril, escoliose foram presentes. Vejo pessoas com paralisia cerebral de várias formas, e cada caso é um caso: Alguns com preservação do intelecto, algumas com retardo mental, ou atraso.

Sei que a minha filha tem uma Síndrome rara, juntamente com a Paralisia Cerebral, e que até certo momento de sua vida algumas coisas começaram aparecer. Ouvi muitas pessoas dizerem: Ela não tem nada! Eu rebato: Tem! Por isso está sendo cuidada. Porque é muito fácil falar e não saber o que está falando. Eu há 16 anos, convivo com médicos, converso, debato, faço coisas, e me coloco muito bem entre eles. Sei falar com essas pessoas, sei questionar, sei propor saídas, sei ver o que é melhor pra minha filha. O caminho até aqui não foi fácil. Tive que aprender a me comunicar. Tive que me superar também.

Errei muitas vezes, mas aprendi! Aliás, aprendo todo dia, porque a gente lida com todo o tipo de pessoa e profissional. Percebi que a diferença é não ter medo de falar, e falar muito, sobre tudo à respeito dela, pra que essa consulta fosse benéfica e resolvesse algumas dificuldades. Sei que o caso dela ao mesmo tempo que é complexo por serem muitas rotinas de exames e hospital, cuidados e tratamentos, por outro lado é simples. Tudo que foi aparecendo, está sendo resolvido e nada evoluiu para algo sem solução ou grave demais.

Eu acho que acima de tudo devemos aceitar os nossos filhos. Infelizmente vejo pessoas que não aceitam, e compreendo que é difícil. Só que ao invés de reclamar, agradeça o fato dele viver. Ao contrário do que muita gente acha, viver não é um sofrimento pra ele. Talvez seja muito mais pra algumas famílias pelo fato de não aceitarem as dificuldades que aparecem.

Acredito nos milagres de Deus. Acredito na ciência. Faço a minha parte. Me permito aprender, e me permito humildemente ensinar sobre a minha filha através de relatos sobre tudo o que ela faz. Não me deixo influenciar por uma imaginação fantasiosa, mas qualquer coisa que ela faça eu agradeço muito!

Minha filha não tinha chance alguma de sobreviver ao que teve. E se sobrevivesse , segundo os médicos ela seria um vegetal.
Sabe o que fez a diferença?
Ir à luta!
Amar!
Aceitar!
E agradecer.

Algumas coisas inesperadamente aparecem. Em primeiro momento é chocante eu sei. Mas dobramos as mangas e vamos lutar de novo! Mesmo que venha fracassos, erros, a gente vai tentando cada dia um pouco mais, e temos que conviver com as nossas e as dificuldades deles.

E por incrível que pareça nossos filhos sempre se saem melhor do que nós em adaptar-se, e até no sofrer. Eles choram, mas daqui 5 minutos estão sorrindo. Podem ter um dia difícil, mas jamais perdem a essência deles.

Enquanto não aceitar o seu filho, tudo será muito difícil, será uma dificuldade extrema que parecerá insuportável. Poderia ser tudo diferente, e cada um sabe o que passa é verdade. Mas lute, ame, aceita e agradeça porque ele saiu de você, é parte sua, sua responsabilidade e sua obrigação de cuidar e amar. Vejo pessoas que só querem as partes boas seja lá de quem for: Do marido,da mulher, do filho, mas se esquecem que essas pessoas fazem parte da sua vida e não adianta achar que por qualquer " defeito" que assim enxergam, ou você não quer mais e é algo que se descarte. A responsabilidade é dos dois. Se o relacionamento familiar falha, é um todo e não culpa de só uma pessoa.

Aprenda a cada dia que o Amor deve ser maior do que tudo. A sua fé também. Não vão deixar de existir dias tristes, dias de desânimo, dias de lágrimas. Mas no final das contas vamos perceber que há coisas muito valiosas perto de nós, que nos resgata de nós mesmos, que vamos respirar e pensar: Como sou abençoada por ter essa pessoa tão única comigo! É um privilégio eu diria!

Aceite seu filho. Seja ele como for. Ele pode ser muito diferente de você. Ele pode ter muito de você. Aceite-o acima de tudo! Ame o com todo seu coração. Quando escrevi isso, me referi também à aqueles pais que só veem defeitos nos filhos e acham que o problema está só nele. Se você fez, é problema seu! Independente de ter qualquer patologia, porque certos comportamentos são universais. Relações pais e filhos são iguais pra todos.

(Adriana Silva)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...