29 de janeiro de 2015

Deixei...


Deixei de acreditar em algumas coisas pelo menos por enquanto, e não sei se é definitivo. Não deixei de ser quem eu sou, de ser quem sempre fui. Apenas sosseguei meu coração, priorizei outras necessidades e mesmo assim há riscos de me perder de mim. Mas a cada dia, eu percebo que sou uma pessoa diferente naquela que sempre existiu. E para que o meu máximo aconteça, é necessário que eu queira. E pra isso acontecer, as pessoas precisam puxar o meu melhor. Elas terão. As que não se esforçarem ou não merecerem, não conhecerão. Não me importo, quem eu gosto e me gosta, caminha ao meu lado.

(Adriana Silva)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...