21 de outubro de 2013

“Dar ouvidos para a maldade é prolongar o mal."


"Chega uma hora em que você entende que o que as pessoas falam é só o que elas falam. E não o que você é. Não atinge, não incomoda, não ofende. Porque você só se culpa se sua consciência permitir. E se ela está tranquila, qualquer tipo de ataque alheio é o mesmo que nada. Aí você aprende que cada um oferece o que tem. E você pára de revidar, de se preocupar, de se abalar com julgamento de quem vive de mal com a vida. Você percebe que atrai o que transmite, e passa a usar seu tempo só com quem te faz bem. E aí fica em paz. Porque a gente ganha uma briga quando ‘foge’ dela. “Dar ouvidos para a maldade é prolongar o mal."


Karla Tabalipa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...