3 de abril de 2012

Achar, Pensar, Ser e Estar.


Eu achei que você era uma coisa e você é outra.
Quantas vezes ouviu isso?
O problema é que muitas vezes projetamos a imagens das pessoas, como seres perfeitos. E como nos enganamos! Criamos expectativas e nos frustramos. Projetamos vontades, sonhos...

As pessoas não são metade do que achamos ser ou que projetamos. Sabemos quem são convivendo... Ou enxergando a essência dessas de longe se não é possível conviver.

Muitas vezes nos transformamos em seres totalmente diferentes por conta de algumas dificuldades na vida, de algumas necessidades.

Talvez como uma defesa, e em outras nem nos damos conta disso. Muitas vezes, ao querer fazer tudo certo, acabamos magoando pessoas, e essas precisam gritar, falar por estarem sentindo muita dor sobre seus sentimentos e aflições.

E quando as pessoas falam sobre o que magoa e a outra não está nem aí, daí a coisa passa a ser inconsciente para intencional. O virar as costas, dar os ombros, o ser indiferente, o dar desprezo, mesmo sem querer fazer é uma forma de agir com intenção de magoar.

Se nós olhássemos pra muitas coisas em nós talvez não faríamos com as pessoas. Muitas vezes nos viramos no avesso e por isso as pessoas não nos reconhecem. Em muitas situações elas só enxergaram o nosso melhor, e de fato, tiveram de nós o melhor, mas por algum desvio do destino, depara-se com a nossa pior faceta.

A verdade de tudo isso, é que seja lá como estivermos quem nos ama terá condições de conviver com nosso melhor e nosso pior. Com nossos altos e baixos, terá paciência pra nos assistir, pois pior do que isso é perder quem se gosta.

Talvez nosso grau de evolução esteja muito acima do que pensamos, ou que ainda não alcançamos, pois a nossa maturidade e percepção é algo gradual, e para se chegar lá, é preciso ter paciência consigo, com as pessoas, perder com algumas, e ir a cada dia trabalhando em algum ponto com mais ou menos força.

A conquista diária é nossa. E sempre temos muito que fazer com nós mesmos. Essa é uma tarefa contínua e necessária.

E ao mesmo tempo, as pessoas não precisam fazer nada, pois a obrigação universal é de nós para nós mesmos. Temos que nos carregar a vida inteira independente de quem esteja ou não ao nosso lado. E o compromisso real é nos amarmos sempre. E de a cada dia tentar ficar bem... apesar de tudo que nos acontece...

Que o encorajamento seja sempre a nossa meta pra buscarmos sermos pessoas melhores para nós mesmos!

Adriana Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...