2 de novembro de 2011

Não espere!



Diga o quanto as pessoas que você ama o quanto ela são importantes ainda enquanto vivem. Aproveite a oportunidade enquanto está aí do seu lado, porque nunca saberemos até quando elas, nós, você estaremos aqui!
Não espere as pessoas irem embora para chorar de saudade. Não espere ter que sentir a falta da sensação de um abraço para dar valor a esse ato. Não espere a vida tirá-la do seu caminho pra perceber que errou. Não espere!

Reflita e olhe para seu coração e saiba que ninguém é perfeito. Mas entenda também que tudo que fazemos e recebemos das pessoas alivia ou machuca. E somos tão falhos que muitas vezes não conseguimos sequer dar um abraço e esquecer. Aprendemos muitas vezes a esquecer sem soltar os braços. Os braços ficaram no passado com os momentos que passaram juntos. Muitas vezes a vida segue assim, precisamos nos separar de pessoas para entender e enxergar quem eram elas e como nós éramos com elas.

Uma pessoa não acaba quando morre. Ela continua viva! Sempre viverá no coração das pessoas que ela amou e que a amaram.
Sentir saudade faz parte da vida. Mas não espere sentir remorso por ter deixado de fazer as coisas por pessoas a sua volta. Faça no hoje, no agora.
Seja totalmente amor e afeto, mesmo que a pessoa nem mereça. A medida que vamos vivendo vamos percebendo que revidar é preciso, ignorar é necessário quando a maldade assombra, e afastamos para não dominar nossa vida com pensamentos ruins.

Aprendemos também que muitas vezes temos que deixar pra lá, dizer que perdoamos e de fato que seja de coração. Mas que algumas escolhas é a gente que faz. Podem ser certas, podem ser erradas, mas a gente pode sempre voltar atrás.

Mas aprendemos também que o tempo é sábio, é mestre. E a nossa missão estará plenamente cumprida quando mesmo que para a outra pessoa não signifique nada o amor, o perdão e que tanto faz, que mostre a essa pessoa que você está livre de qualquer mágoa dele (a), que deseja que seja feliz e com muito amor! Mesmo que não seja mais ao seu lado. O tempo mostra também quem sempre esteve, quem foi verdadeiro, e essas continuarão. Outras por opção se desagregarão não porque não são capazes de perdoar e não são verdadeiros. Mas porque elas só conseguem ficar verdadeiramente ao lado de alguém se forem verdadeiras!


Respeite o silêncio das pessoas. Interrompa quando achar necessário. Mas não espere a partida para ser no mínimo alguém que a respeite mesmo que a distância. Todas as formas de amor são válidas. O mais importante é ter a consciência tranquila que não fez-lhes nenhum mal. 

Etapa mais cumprida: - Estar sempre em paz consigo, para um dia, que assim Deus desejar estarmos em Paz. A missão de respeito e amor para consigo é a mais importante de todas: pois é a partir dela que podemos entender, amar, respeitar o nosso semelhante.

Adriana Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...