27 de julho de 2011

Impulsividade


Nascemos, crescemos com os mesmos defeitos. Passamos uma vida inteira tentando mudar. Por ter sentido na pele as consequências, a gente pondera. Mas não adianta lutar contra nós mesmos. O que faz a diferença é a tolerância, a prudência. Muitas vezes não conseguimos mesmo mudar algo que já nasceu com a gente. Eu por exemplo sou impulsiva. Já paguei o preço por ser, mas ao mesmo tempo sempre tem pessoas que relevam por conhecer exatamente como sou, já outras nunca entenderam e tive que aceitar. sei pedir desculpas de coração, também sei me calar e abaixar a cabeça. Não guardo maldade, e sabe que é da boca pra fora, não faço por mal, depois passa e volto ao normal. Jamais faço nada para magoar ninguém. Até tento ser indiferente, desprezar algumas, mas eu lá no fundo não sou assim, e a pessoa até merece, mas meu ato me dá remorso.
Muitas outras, a minha impulsividade também me ajudou. Me ajudou a me comunicar, me expressar, me colocar, ou resolver uma situação. Me atrapalhou também porque geralmente quem é impulsivo é o que sofre as maiores consequências. Enquanto vou vivendo, vou lidando com isso. Eu sou assim... Estou um pouco melhor, mas ainda sou a mesma. Quando é necessário eu ajusto sim, mas por enquanto tem coisas que com cautela continuo mantendo em mim.

Adriana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...